O que é e-mail Black List e como evita-la?

Marcio Chleba
Marcio Chleba

Sabe quando você abre o seu e-mail e percebe que há uma quantidade exagerada de mensagens, vindas de uma determinada empresa? Às vezes duas ou três vezes ao dia? Então, você tem consciência de que muitos provedores de e-mails contam com recursos próprios de bloqueio de “Spam”, que são essas mensagens em grandes quantidades?

Isso significa que a sua estratégia de marketing, toda bem elaborada e que demorou um tempão para ser executada pode parar no lixo eletrônico de centenas de clientes em potencial, o que enterra definitivamente qualquer possibilidade de conversão.

As temidas “listas negras”

Os provedores de e-mail têm mecanismos próprios para bloquear todo o conteúdo que entendem se tratar de um “spam”. E esse bloqueio pode acontecer antes mesmo da mensagem chegar na caixa de entrada do seu cliente. Com algoritmos combinados, o provedor pode bloquear o endereço IP da máquina de onde provém essas mensagens, impedindo que elas cheguem inclusive no lixo eletrônico de algum contato seu.

Um usuário pode te reportar como “spam” ao começar a receber suas mensagens sem ele ter solicitado ou se cadastrado em lugar algum. É como um médico começar a receber insistentemente mensagens sobre a venda de livros e demais materiais para estudantes de direito. Uma coisa não tem nada a ver com a outra, não é verdade?

Muitos provedores de e-mail limitam o fluxo na caixa de mensagens de seus clientes. E fazer com que eles recebem dezenas de mensagens por semana, sobre uma empresa ou produto, que ele não está interessado pode sobrecarregar essas pastas ou causar outra série de transtornos.

Como não entrar numa dessas listas?

O bom senso deve ser o primeiro item para evitar que o endereço de e-mail da sua indústria ou empresa seja barrado em alguma blacklist.

Evitar que dezenas de mensagens sejam disparadas todos os dias ou várias vezes na semana, é um dos primeiros caminhos para fugir de bloqueios indesejados.

Não enviar mensagens muito carregadas de imagens ou de vídeos que se iniciam sozinhos também é algo a ser pensado, pois, algumas pessoas podem estar num ambiente silencioso ou usando fones de ouvido e serem surpreendidas por uma música ou qualquer outro ruído que itens de reprodução automática possam fazer.

É importante lembrar que os próprios clientes podem indicar que o seu e-mail se trata de um “spam”. Basta que ele não se identifique com o conteúdo ou considere que o está recebendo de forma errônea para que, abaixo da mensagem, ele aponte ao provedor que aquilo se trata de um conteúdo indesejado.

Depois de entrar em uma blacklist é necessário entrar em contato com os provedores para que seu endereço de e-mail ou IP seja novamente incluído às listas confiáveis.

E temos aqui algumas blacklists para que você verifique se o seu endereço ou IP está lá (ou não):

ZEN Spamhauss

SURBL

URIBL

Barracuda Central

SpamCop

Senderscore

SORBS

AHBL

Abuse.ch

RATS-NoPtr

Marcio Chleba
Marcio Chleba
Marcio Chleba é sócio fundador da agência Chleba, atuou por 8 anos como professor de pós-graduação da ESPM e é autor do livro “Marketing Digital - Novas tecnologias e novos modelos de negócio”

Quero receber novidades!

Receba nossas dicas e informações e alavanque seus negócios. Sem spam, prometemos.